Se os 50GB dos discos Blu-ray de dupla camada já pareciam não dar conta do recado, a Blu-ray Disc Association veio com a resposta. Em tempos de filmes em 3D e de lançamentos turbinados em 2D (basta citar o extenso filme Avatar, por exemplo), a entidade começou a trabalhar num novo formato BDXL, ainda sem data para chegar às lojas.

A maior vantagem será mesmo o aumento da capacidade de armazenamento, que deve saltar para 128GB (gravação única) ou 100GB (mídias regraváveis). A má notícia é que, quando essa tecnologia chegar, a mudança de player será inevitável.

Nem mesmo o clássico PlayStation 3, com sua “alma” de computador, conseguirá fazer a leitura correta dessas mídias através de uma atualização de software. Explicando: esses discos terão até três ou quatro camadas profundas, o que vai exigir o uso de um laser mais poderoso.

Fonte: http://planetech.uol.com.br/?p=8885