A pressão em torno da redução do consumo de energia em data centers está forçando os fornecedores e usuários a explorar uma nova gama de alternativas. Entre as ideias defendidas está o uso do biogás.

Dentro dessa linha, pesquisadores do HP Labs, laboratório da Hewlett Packard, apresentaram um documento sobre como utilizar esterco bovino e outros “resíduos” de fazendas para gerar eletricidade. A equipe de pesquisa calcula que 10 mil vacas poderiam alimentar um data center de 1 MW – ou cerca de 1000 servidores.

A constatação, no entanto, ainda é apenas um rascunho dos estudos realizados pelos pesquisadores. Eles admitem que até o momento não foi possível comprovar a teoria. “Ainda não encomendamos nenhuma vaca”, afirmou o pesquisador da HP Tom Christian, que ressalta já ter sido procurado por duas empresas para testar a ideia.

A matéria orgânica já é utilizada por fazendas para gerar energia por meio de um processo chamado digestão anaeróbica, que produz biogás rico em metano. A pesquisa da HP observa como o processo poderia ser ampliado para ser utilizado em um data center, começando com a quantidade de esterco produzida por uma vaca comum e trabalhando a partir daí.

Outra tendência que aproveita resíduos orgânicos para alimentar data centers é a movimentação de algumas companhias de construir fábricas em localizações rurais, nas quais redes de alta velocidade permitiriam aproveitar as vantagens de custos desses locais.

Mas há alguns problemas práticos, como, por exemplo, como conectar um data center às vacas.

“Como colocar dez mil vacas em um lugar?”, afirmou a consultora ambientalista da RCM International, Angie McEliece, que trabalha com sistemas digestivos. Uma fazenda de tamanho médio nos Estados Unidos tem menos de 1000 vacas e fazendas com 5000 vagas são bem incomuns, segundo a especialista.

Sem ter conhecimento da pesquisa da HP, McEliece afirmou que a estimativa de energia parece correta para dez mil vacas, mas o processo não seria prático. Ela diz que outras fontes de matéria orgânica para data centers, como resíduos de fabricantes de comida e aterros, também devem ser examinados.

Fonte: http://computerworld.uol.com.br/tecnologia/2010/05/20/10-mil-vacas-podem-suprir-energia-de-mil-servidores-defende-pesquisa/