De todos os desafios que podem impedir a Google de alcançar seu objetivo de penetrar o Google Docs no ambiente corporativo, a Microsoft é uma das maiores barreiras.

A Google a rival Microsoft estão batalhando em algumas áreas: buscas, navegadores, sistemas operacionais e softwares de produtividade. E o setor de softwares de produtividade está aquecendo conforme a Google continua investindo no Google Docs com computação em nuvem e a Microsoft se prepara para lançar o novo pacote Office também na nuvem.

No entanto, o presidente da divisão corporativa do Google, Dave Girouard, conta à COMPUTERWORD/EUA que, em termos de competição, há a Microsoft e… Há a Microsoft.

Em uma entrevista, Girouard conta sobre sua competição com uma companhia reconhecida por seus softwares de escritório, o crescimento da Google no setor corporativo e o que ele acha que a Google tem de melhor em relação à Microsoft.

Qual a sua estratégia para o Google Docs? Onde vocês querem chegar?
O Docs é parte de uma estratégia maior. É um componente de um pacote mais amplo que está prestes a se tornar radicalmente maior. Em geral, estamos absolutamente focados em mudar o modo como as pessoas trabalham, oferecendo ferramentas para trabalhar suavemente através do tempo e do espaço.

Estamos fazendo isso abordando o que chamamos de consumerização de TI. Ênfase em aplicativos que são rápidos e fáceis de utilizar, como aqueles que você utilizaria.

O quão maior ficará o pacote?
Anunciamos que o Google Apps, que possui cerca de nove aplicativos diferentes, terá mais de 90 aplicativos até o final do ano, como o Picasa e o Google Reader. Todos eles farão parte do pacote Google Apps. Estamos adicionando vários recursos ao pacote neste ano. Usuários e administradores de TI queriam acessar mais dos serviços do Google. Isso está sendo trabalhado há mais de um ano, porque é um redesenho fundamental de como nossas contas são estruturadas.

Como isso afetará o Google Docs em particular?
O Google docs ganhará muitos recursos. Você poderá escolher fotos do Picasa e colocá-las no Google Docs. O Buzz se tornará parte do Google Apps e com certeza poderá ser integrado ao Google Docs.

Quem você vê como maiores concorrentes?
Há a Microsoft e depois há a Microsoft. Obviamente, temos múltiplos concorrentes, mas a que mais vemos e mais conversamos sobre é a Microsoft, porque eles são um gigante do mercado. Eles tendem a ter produtos competitivos com o que temos. A Cisco também está meio que entrando nesse jogo. E a IBM está lá. Eu certamente caracterizaria esses como uma concorrência menos direta.

Como é a competição com uma companhia que tem um pacote de aplicativos tão popular?
Quando as pessoas pensavam em mainframes, eles lembram da IBM, mas isso não significa que a Microsoft não poderia ter se tornado uma companhia grande e de sucesso sem construir mainframes. A computação em nuvem é um novo jogo. Novos líderes surgirão. A Microsoft é uma grande companhia, mas acho que estamos alguns anos na frente em nossa capacidade de construir e entregar serviços na nuvem que são confiáveis, úteis e seguros.

Você não acha que várias companhias ficarão com a Microsoft por ter um histórico de uso do software deles?
Certamente haverá pessoas que ficarão com a Microsoft porque os conhecem, mas essas pessoas ficarão cada vez mais para trás. Eles têm um modelo econômico enorme para tratar, e isso os machucará. Eles terão de encontrar um modo de ir do modelo de  licenciamento de software tradicional para um modelo de computação em nuvem, e não há nenhuma companhia que fez isso até hoje. Não quer dizer que a Microsoft não consegue, mas eles certamente têm uma série de desafios para conseguir isso com sucesso.

Ainda assim, a Microsoft começou muito antes do que a Google. Como você vai lidar com isso?
Não tenho muito tempo para listar todas as nossas vantagens. Para utilizar a Microsoft e fazer algum tipo de edição baseada em nuvem, o processo é feio e complexo. Para receber o novo Google Apps, o que você tem que fazer? Atualizar seu navegador. Essa diferença fundamental é que faz o sucesso do Google contra a Microsoft.

Fonte: http://computerworld.uol.com.br/tecnologia/2010/05/11/para-google-microsoft-esta-muito-atrasada-na-nuvem/