O cientista suíço Michael Graetzel venceu o Millennium Technology Prize na quarta-feira (16), por ajudar a desenvolver baterias solares a preços baratos, que são usadas para projetos de energia renovável.

Nascido na Alemanha, o químico é diretor do laboratório de interfaces e fotônicos da Ecole Polytechnique de Lausanne, na Suíça, venceu a premiação de 800 mil euros (R$ 1,7 milhão), concedido pela Academia de Tecnologia da Finlândia pelo desenvolvimento de eletricidade gerada por painéis solares em janelas e dispositivos móveis.

A academia descreveu a performance das baterias como “excelente”, acrescentando que eles acabaram de fazer a estreia comercial.

“A tecnologia frequentemente descrita como ‘fotossíntese artificial’ é feita de materiais de baixo custo, e não precisa de aparatos elaborados para fabricação”, afirmou a academia.

Graetzel, 66, superou os outros concorrentes, Richard Friend e Stephen Furber, ambos britânicos, cada qual com uma premiação equivalente a 150 mil euros (R$ 326 mil) por LEDs (diodos de luz) e microprocessadores, respectivamente.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/748782-inventor-suico-de-bateria-solar-ganha-premio-de-tecnologia-de-r-17-milhao.shtml