SÃO PAULO – Brian J. Hogan, um residente de 21 anos da cidade de Redwood, na Califórnia, foi reconhecido como o homem que encontrou o protótipo do iPhone 4G perdido por um funcionário da Apple.

Descoberto pela revista americana Wired, Hogan confirmou que recebeu um pagamento do site Gizmodo para fornecer o aparelho, no entanto, alega que só o fez porque foi persuadido pelos editores do site que lhe disseram que “não havia nada de errado em compartilhar com a imprensa de tecnologia”.

Ainda assim, segundo a lei da Califónia, Hogan pode enfrentar problemas. No estado, é considerado roubo se uma propriedade é perdida e outro se apropria do bem para uso próprio, “sem primeiro fazer esforços razoáveis e justos para encontrar o proprietário e devolvê-lo”.

Ainda assim, segundo a lei da Califónia, Hogan pode enfrentar problemas. No estado, é considerado roubo se uma propriedade é perdida e outro se apropria do bem para uso próprio, “sem primeiro fazer esforços razoáveis e justos para encontrar o proprietário e devolvê-lo”.

De acordo com relatos de seu advogado, Hogan estava no bar com seus amigos, quando outro cidadão entregou-lhe o telefone e disse que o havia encontrado perdido em um banco. O homem, ainda não identificado, saiu do estabelecimento e não voltou, deixando Hogan e seus amigos com o aparelho.

O jovem teria perguntado se o telefone pertencia a alguém, mas diante da negativa de todos os presentes, levou o iPhone para casa com seus amigos. Eles chegaram a abrir uma página no Facebook, mas, logo em seguida, o telefone desligou e nunca mais voltou a funcionar.

Segundo Hogan, ele não sabia que o telefone se tratava de um protótipo do smartphone da Apple. Mas, depois disso, teria vendido o aparelho por cinco mil dólares ao site Gizmodo – o valor não é confirmado.

O advogado de Hogan ainda disse à Wired que seu cliente “cometeu um erro”, mas agora está colaborando com a polícia que investiga o caso. Há a suspeita de que outros homens estejam envolvidos no intermédio da negociação com o Gizmodo.

Na última sexta-feira à noite, oficiais da polícia americana invadiram a casa de Jason Chen, o editor do site Gizmodo responsável pelas fotos do iPhone 4G, e confiscaram quatro computadores e dois servidores de sua posse.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/tecnologia-pessoal/homem-que-vendeu-iphone-4g-e-revelado-30042010-13.shl