Vê essas duas crianças aparentemente inofensivas na foto ao lado? Não, elas não invadiram sistema nenhum – esperamos. São participantes da Campus Party 2009 que só estão aqui para ilustrar um caso mais grave. O caso de um garoto de 9 anos que invadiu o sistema online utilizado pela rede de ensino público de Fairfax County (Virginia, EUA). Segundo a polícia, o estudante conseguiu acesso ao Blackboard, serviço em que professores gerenciam o conteúdo das aulas e acompanham as notas dos alunos, entre outras atividades.

Uma das vítimas, segundo reportagem do Washington Post, era o diretor Jack Dale. Mas o garoto não tinha “más intenções”. Ele apenas alterou senhas, já que estava com privilégios de administrador do sistema. O IP foi rastreado, e depois de uma investigação a polícia descobriu o estudante. Como não havia cometido nenhum crime, o garoto não foi indiciado. Ele recebeu grave advertência da rede de ensino, além de um elogio das autoridades. “É um garoto de 9 anos muito inteligente, sem intenções criminosas”, disse o policial Don Gotthardt.

Fonte: http://uoltecnologia.blog.uol.com.br/arch2010-04-11_2010-04-17.html#2010_04-16_11_21_40-141838948-26