BOSTON (Reuters) – A IBM entrou com uma ação para evitar que uma ex-executiva da companhia seja contratada pela rival Oracle, que fez uma proposta a Joanne Olsen, funcionária da IBM há 31 anos.

O presidente-executivo da Oracle, Larry Ellison, contratou Olsen em meio a tensões entre as duas empresas, motivadas pela aquisição da Sun Microsystems por 5,6 bilhões de dólares em janeiro. O negócio colocou a Oracle em concorrência direta com a IBM no setor de servidores e armazenamento, áreas em que Ellison afirma querer superar a IBM.

A IBM alega que Olsen, ex-gerente da divisão de serviços, violou os termos de um acordo de não-competição, que prevê o prazo de um ano para que um funcionário da IBM seja contratado por uma concorrente.

“Joanne Olsen tem conhecimento de informações confidenciais valiosas sobre a IBM e nossas operações. Portanto, ela não pode assumir um cargo de alto escalão na Oracle sem violar suas obrigações junto à IBM”, disse o porta-voz da IBM Doug Shelton.

Olson não quis comentar o caso, e não foi possível contatar seu advogado, nem representantes da Oracle.

Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/ultimas-noticias/reuters/2010/06/25/executiva-que-deixou-ibm-para-trabalhar-na-oracle-e-processada.jhtm