Um ex-segurança declarou-se culpado das acusações de invadir e transmitir códigos maliciosos para os computadores do hospital de Dallas, segundo um comunicado do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.  O hacker trabalhava no local após ser contratado por uma empresa de segurança chamada United Protection Services.

A captura de Jesse William McGraw, de 25 anos, não foi difícil para a polícia. Ele postou vídeos de suas desventuras no YouTube. Em um deles, McGrawaestá no hospital, e narra a instalação de um código de botnet nos computadores da enfermeira. A música-tema do filme “Missão: Impossível” toca ao fundo enquanto ele diz aos espectadores: “Vocês estão numa missão comigo: A Infiltração.”

McGraw era conhecido na rede como Ghost Exodus, membro de um grupo de hackers denominado Electronik Tribulation Army. O botnet foi instalado para ajudar a derrubar o site de um grupo hacker rival, disse o Departamento de Justiça.

Ele foi preso poucos dias antes do ataque planejado, que aconteceria no dia 04 de julho de 2009.

Promotores afirmam que ele infectou mais de 14 computadores, incluindo os sistemas de aquecimento, ventilação e de ar condicionado do Central North Medical Plaza, o centro cirúrgico de Dallas, onde trabalhou no horário noturno, das 23:00h até às 7:00h.

O acusado está preso desde junho de 2009 e agora pode pegar até 10 anos de prisão por cada uma das violações.  A sentença deve ser anunciada no dia 16 de setembro.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/seguranca/2010/05/17/ex-seguranca-se-declara-culpado-por-piratear-hospital-nos-estados-unidos/