Acredite se quiser, mas aquela previsão que a Veja fez sobre a chegada do iPad até o final de maio ou início de junho pode ser mais furada do que imaginávamos. Desta vez, o atraso no lançamento do produto em terras tupiniquins pode ser ainda maior, não só pela demora convencional a que já estamos acostumados com ANATEL e afins, mas também por uma chata disputa de marca.

No Brasil, o nome “iPad” já é registrado pela CU Medical Systems, uma fabricante de desfibriladores para hospitais sediada na Coreia do Sul. À direita, você confere uma fotografia do principal produto que entra em conflito com a tablet da Apple, chamado i-PAD NF1200. A marca teria sido registrada no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) em 2009, embora o produto já seja comercializado por aqui há mais de dois anos.

De acordo com Alathea Silva, gerente de vendas da Transform Tecnologia de Ponta (parceria da CU Medical Systems na distribuição do i-PAD no Brasil), até agora a Apple não entrou em contato para tratar do caso diretamente, mas a Folha Online garante que a firma de Cupertino já tenta tomar o domínio do nome através do INPI.

Recentemente, a Apple resolveu uma disputa de marca com a Fujitsu, adquirindo o nome “iPad” de sua propriedade.

Fonte: http://macmagazine.uol.com.br/2010/04/13/disputa-de-marca-pode-atrasar-chegada-do-ipad-ao-brasil/