No evento de apresentação do iPhone OS 4.0, na última quinta-feira, Steve Jobs confirmou que a Apple tentou comprar a AdMob, mas o Google agilizou suas negociações e a abocanhou primeiro. Curiosa e ironicamente, a posterior aquisição da Quattro Wireless pela Apple e o lançamento da plataforma iAd contribuirão para que a Federal Trade Commission (FTC) aprove a compra da AdMob pelo Google.

Todo esse cenário foi reconhecido e confirmado pelo próprio CEO do Google, Eric Schmidt, em uma rápida entrevista concedida ontem à Reuters. A entrada da Apple no segmento de publicidade móvel será um novo argumento fortíssimo para o Google se defender de acusações de monopólio ou da possibilidade de a companhia prejudicar desenvolvedores que visam lucrar a partir de propagandas embutidas em seus apps.

Embora a chegada do iAd seja boa nesse sentido para o Google, por outro eles sabem que a Apple não é qualquer concorrente — mesmo sem experiência e um histórico de sucesso nesse segmento. Quando começou a apresentar a plataforma, Jobs afirmou categoricamente que “as propagandas de hoje em dia são terríveis”. Com o iAd, a Apple quer levar não só interatividade, mas também emoção para consumidores — estimulando-os a aproveitar e de fato terem vontade de interagir com as peças veiculadas.

Fonte: http://macmagazine.uol.com.br/2010/04/12/ceo-do-google-admite-que-apple-contribuiu-para-aquisicao-da-admob/