O mercado brasileiro de PCs crescerá rapidamente nos próximos anos e deverá chegar a 140 milhões de máquinas em 2014, o equivalente a duas máquinas para cada três habitantes. “Nos próximos quatro anos serão vendidos tantos computadores quanto nas três últimas décadas. Há muito espaço para crescimento no Brasil, já que a taxa de computadores por habitante ainda está bem abaixo de outros lugares do mundo”, avalia o professor titular da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fernando Meirelles.

Atualmente, o País conta com uma base de 72 milhões de computadores ativos e deve chegar a 77 milhões até o final de 2010, o equivalente a dois computadores para cada cinco habitantes. Em 2008, o Brasil contava com 60 milhões de máquinas.

A estimativa de avanço é parte da 21ª Pesquisa Anual FGV-EAESP sobre o mercado de tecnologia da informação, divulgada nesta quinta-feira (15/4), em São Paulo (SP). Outro número apontado como bom pelo professor é a estabilidade do número de computadores vendidos. Em 2008 e 2009, foram comercializadas 12,2 milhões de máquinas no Brasil. “Em um ano em que todos os países reduziram suas vendas, manter o índice é muito bom”, comenta.

O Windows domina os sistemas operacionais usados em computadores pessoais no Brasil, com 97% de participação de mercado. Em relação a sistemas operacionais usados em servidores, 66% deles têm Windows; 20% Linux; 12% Unix; e 2% outros sistemas operacionais. A Novell, que já contou com mais de 20% do mercado, rivalizando com Windows, hoje tem menos de 2% e perdeu espaço para o Linux. A pesquisa foi realizada com uma amostra de cinco mil empresas e ouviu companhias de médio e grande porte.

Fonte: http://computerworld.uol.com.br/negocios/2010/04/15/ate-2014-venda-de-pcs-crescera-tanto-quanto-nos-ultimos-30-anos/