Nova divisão visa introduzir os motoristas aos meios de finanças digital e diminuir o dinheiro impresso como forma de pagamento das corridas

A Uber anunciou nesta segunda-feira (28) a criação de uma nova divisão da empresa chamada “Uber Money“, que inclui uma carteira digital e cartões de crédito e débito atualizados. A novidade faz parte de um esforço da empresa para facilitar o pagamento aos motoristas que, por meio de uma conta bancária, podem ser pagos após o encerramento de cada viagem.

“Queríamos ajudar todos a entender que há uma nova parte da Uber focada em serviços e que tem a missão de dar às pessoas acesso ao tipo de serviço financeiro do qual foram excluídas”, afirmou Peter Hazlenhurst, chefe da Uber Money, em telefonema com a CNBC.

A iniciativa tem o intuito de fidelizar mais clientes, após a chegada de novos concorrentes em serviços de carona. Por isso, a empresa está desenvolvendo novos produtos financeiros para maximizar a experiência de clientes e motoristas. Uma destas novidades é o cartão de débito com “pagamento instantâneo”, que decolou nos EUA recentemente, com mais de 70% das corridas pagas instantaneamente, de acordo com Hazlenhurst.

Realidade

As inovações na forma de pagamento da Uber destacam a realidade de muitos trabalhadores que estão longe de suas áreas de origem, mas precisam do trabalho para sobreviver. A empresa, segundo Hazlenhurst, procura trazer os motoristas para o mundo digital das finanças e diminuir o dinheiro em circulação, que ainda é muito forte em países como Paquistão e Bangladesh. “Cerca de 40% de todas as viagens da Uber são pagas por papel-moeda”, constatou o executivo.

“A realidade é que as necessidades de nossos parceiros nos EUA, no Brasil, na Austrália e na Índia refletem, de várias maneiras, as necessidades dos consumidores também, principalmente nas economias com muito dinheiro. E a oportunidade que temos é expandir para ajudar todas essas pessoas a terem acesso a serviços financeiros”, completou Hazlenhurst.

Inovação

A ação da Uber é um sinal de que as gigantes da tecnologia estão buscando investir nas finanças. A Apple lançou recentemente um cartão de crédito em parceria com o Goldman Sachs, e a Amazon oferece há anos empréstimos para pequenas empresas a seus comerciantes. Além delas, este ano o Facebook também traçou um plano ousado com a adesão de sua criptomoeda libra.

Entre os novos produtos que a Uber deveria apresentar em uma conferência de pagamento em Las Vegas, havia uma carteira digital chamada “Uber Wallet“, em que motoristas poderiam armazenar seu dinheiro, rastrear o histórico de transações e fazer pagamentos eletrônicos. De acordo com Hazlenhurst, o Apple Pay e o Google Pay serão integrados ao serviço ano que vem, para que os motoristas possam gastar imediatamente seus ganhos, mesmo sem um cartão de débito físico.

A empresa realizou uma pesquisa com motoristas americanos recentemente para saber se eles estariam interessados em tomar pequenos empréstimos. Ainda não se sabe se eles farão isso em outros países, mas no Brasil, Índia e Peru, a Uber já oferece microcréditos aos motoristas.

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/uber-money-vai-ter-conta-digital-com-cartao-de-debito-e-uber-pay/92167