O Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores em Processamentos de Dados do Estado de São Paulo) informou que a reunião com o sindicato patronal (Seprosp) e o Ministério Público do Trabalho terminou sem acordo na última sexta-feira (25). Por causa do impasse, os representantes declararam que a categoria de TI fará greve geral a partir desta segunda-feira.

“Teremos o primeiro apagão de TI do Brasil. O patronal deixou claro que não respeita o trabalhador. Por isso, diante desta intransigência e falta de respeito, vamos à greve, mostrar realmente o que representam os trabalhadores de TI para o país”, disse em nota no site do sindicato o presidente Antonio Neto.

Segundo o Sindpd, foi proposto um acordo para que a categoria receba 8,6% de aumento salarial de 8,6%, sendo 2,13% de aumento real. Porém, o sindicato patronal ofereceu uma contraproposta de 7,5% de aumento.

O sindicato dos trabalhadores voltou a reivindicar a proposta inicial: reajuste de 11,9% nos salários dos profissionais do setor e maior participação nos lucros das empresas.

De acordo com o Sindpd, apenas as empresas que prestam serviços essenciais devem manter o número necessário de empregados em atividade.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/894182-trabalhadores-de-ti-ameacam-fazer-greve-nesta-segunda.shtml