A Tim foi líder de reclamações na primeira avaliação trimestral de um plano da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para melhorar a qualidade da telefonia móvel brasileira. A avaliação será feita de forma contínua, ao longo de dois anos.

Segundo relatório do Plano Nacional de Ação de Melhoria da Prestação do Serviço Móvel Pessoal, que a Anatel divulgou nesta quarta-feira (6), a TIM gerou um pico de mais de 4.000 reclamações, em agosto, mês em que a Claro ficou com mais de 2.000 queixas. Já a Oi teve pouco mais de 1.500 reclamações. Fazem parte do gráfico as três operadoras que, no ano passado, tiveram suas vendas suspensas.

Essas três empresas fecharam o primeiro trimestre de avaliação (agosto, setembro e outubro de 2012) com queda nas reclamações, embora a Tim, segunda maior operadora brasileira, tenha fechado o período com mais reclamações do que as outras duas companhias.

Reclamações

Registro das redes de acesso mostram que, durante todo esse trimestre, a queda nas chamadas no setor ficou abaixo do limite de 2% estabelecido pela agência. No entanto, na média, mais chamadas caíam em outubro do que em agosto.

A Anatel tolerava uma queda de até 5% na conexão, e as operadoras ficaram abaixo desse nível, sendo que outubro apresentou menos problemas de conexão do que agosto.

Em julho do ano passado, por problemas na qualidade dos serviços, a Anatel suspendeu por cerca de dez dias as vendas de novos pacotes da TIM, Claro e Oi em alguns Estados.  As operadoras apresentaram propostas de melhorias com detalhamento por estado, com medidas para garantir a qualidade do serviço e das redes de telecomunicações. Vivo, CTBC e Sercomtel não foram proibidas de comercializar, mas também tiveram de apresentar um plano de melhoria.

Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/noticias/reuters/2013/02/06/tim-lidera-queixas-em-primeiro-relatorio-trimestral-de-avaliacao-da-anatel.htm