A Blu-ray Disk Association anunciou na quarta-feira (30/6) que deixará de priorizar a distribuição de filmes e concentrará seus esforços no mercado de backup (cópias de segurança) e na gravação de conteúdo em alta definição.

O primeiro sinal da nova proposta foi o lançamento, na semana passada, de um novo disco chamado BDXL, com capacidade para até 128 gigabytes – antes, o máximo era 50 gigabytes. O novo formato utiliza mais camadas de armazenamento a fim de aumentar o espaço disponível para gravar dados, afirmou Andy Parson, do comitê de promoção da associação.

Segundo o executivo, a intenção é de satisfazer o mercado corporativo e de entretenimento. O BDXL poderá ser usado em aparelhos que gravam conteúdos televisivos de alta definição e, para as empresas, para arquivar informações relevantes e confidenciais, de imagens a vídeos.

A má notícia é que o formato não será compatível com os aparelhos atuais. Por mais que milhões de tocadores de discos Blu-ray tenham sido vendidos, possivelmente, novos terão que ser comprados.

No entanto, o antigo disco de 50 gigabytes deve ser suficiente para a maioria dos filmes em alta definição, mesmo os em 3D, diz Parson. Ele insiste que o BDXL é direcionado principalmente a empresas que precisam de maior confiabilidade, já que, enquanto discos rígidos são passíveis de erro, o novo Blu-ray é capaz de preservar os dados por décadas.

Não há uma previsão de quando o novo formato terá hardwares compatíveis nas lojas, mas a associação acredita que mesmo notebooks estarão aptos a suportá-lo em breve.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2010/06/30/tecnologia-blu-ray-tera-disco-de-128-gb/