Com mais de 25 mil exemplares reservados por antecipação, a primeira parte da biografia autorizada do falecido Steve Jobs, escrita por Walter Isaacson, chegou nesta segunda-feira às livrarias japonesas em uma edição de cem mil unidades.

Espera-se que esta primeira tiragem se esgote em pouco tempo, por isso que a editora Kodansha, responsável pela publicação, já prepara outras duas edições de 50 mil exemplares cada uma, detalhou um porta-voz da empresa.

A primeira parte da biografia do fundador da Apple foi traduzida para 14 idiomas e será lançada em 18 países. A este volume, que em sua versão em japonês tem 432 páginas e um preço de 1.995 ienes (cerca de 19 euros), seguirá uma segunda parte que no Japão será publicada em 1º de novembro com uma tiragem inicial de cem mil exemplares e uma segunda edição de 50 mil.

A imprensa japonesa antecipou algumas lembranças da biografia, como o fato de que Steve Jobs quis que o famoso estilista japonês Issei Miyake criasse uniformes para os funcionários da Apple.

O empresário californiano teve essa ideia após visitar fábricas de Sony onde os trabalhadores estavam vestidos pelo estilista, mas finalmente a iniciativa não foi adiante perante a oposição dos próprios funcionários da Apple.

Estava previsto que a biografia de Steve Jobs fosse lançada no dia 21 de novembro, mas sua morte em 5 de outubro fez com que sua publicação fosse antecipada em um mês.

Walter Isaacson, ex-diretor da revista Time, escreveu no passado biografias de outros personagens famosos como a do físico alemão Albert Einstein, do ex-presidente americano Benjamin Franklin e do ex-secretário de Estado americano Henry Kissinger.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/stevejobs/noticias/0,,OI5431414-EI18952,00-Primeira+parte+da+biografia+de+Steve+Jobs+chega+ao+Japao.html