Especialistas em segurança divulgaram um alerta de que o Mac OS X traz uma falha crítica de segurança que permite a crackers (criminosos da Internet) tomarem o controle de Macs que rodem a versão anterior do sistema operacional, a Leopard.

Embora essa edição do software já tenha sido “substituída” pelo Snow Leopard  há mais de um ano, ela ainda responde por cerca de 1/3 de todos as instalações em computadores da Apple.

A brecha é semelhante a uma vulnerabilidade corrigida pela Apple em agosto no iOS – utilizada por hackers para fazer o jailbreak (desbloqueio do equipamento para o uso de softwares não autorizados) e que permitia inserir softwares nocivos.

Segundo a Core Security Technologies, a Apple admitiu o problema e informou a ela que já tinha uma correção. Mas como não liberou esse arquivo até agora, a Core decidiu alertar o público em geral.

Os especialistas da Core afirmam ter informado a Apple no final de agosto. E a empresa de Steve Jobs teria prometido a liberação do patch para 25/10, depois para 3/11. “Demos a eles tempo suficiente”, afirma Pedro Varangot, especialista da área de pesquisas da Core Security. Ele destaca que o problema é grave e que os criminosos já tiveram tempo de explorar essa brecha. A falha atinge a versão 10.5 do Mac OS X, que é conhecida como Leopard, mas não afeta usuários da 10.6, a Snow Leopard.

Anibal Sacco, um dos pesquisadores da Core Security que descobriram a vulnerabilidade, destacou as dificuldades que os pesquisadores de segurança encontram quando trabalham com a Apple. “A empresa gosta de estabelecer datas que não cumpre”, criticou.

Fonte: http://macworldbrasil.uol.com.br/noticias/2010/11/10/pesquisadores-revelam-falha-critica-no-mac-os-x/