Pesquisadores da Universidade de Leeds, no Reino Unido, desenvolveram um novo polímero de gelatina que pode ser o próximo grande passo à frente das baterias de lítio. A geléia substitui o perigoso líquido usado atualmente em baterias convencionais e pode tornar os aparelhos mais seguros e baratos, segundo informações da BBC.

Uma vez no mercado, as novas baterias poderiam permitir a criação de computadores, notebooks e outros dispositivos bem menores e mais leves, além de possibilitar o desenvolvimento de carros elétricos bem mais eficientes.

A novidade ainda poderia evitar a chamada “fuga térmica”, que faz com que as baterias atinjam centenas de graus e possam até pegar fogo. Outro ponto positivo é que as gelatinas seriam de 10 a 20% mais baratas do que as baterias convencionais.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/pesquisadores_criam_baterias_de_gelatina