Com a ajuda de uma placa customizada de aproximadamente US$ 270, pesquisadores do Secure Hardware Group da Universidade de Bochum, na Alemanha, conseguiram quebrar o protocolo de criptografia da Intel em discos Blu-ray e outras mídias de alta-definição (HD).

Quando assistimos a um disco Blu-ray no computador ou no TV, o protocolo HDCP (High-bandwidth Digital Content Protection) protege o contéudo contra cópias. A solução tem sido usada pela indústria do entretenimento há quase uma década.

Um grupo de hackers quebrou a chave mestre do HDCP em setembro de 2010. Naquela época, a Intel afirmou que essa era uma ameaça menor, uma vez que uma pessoa precisaria “criar um chip de computador próprio” para realmente usar o código, de acordo com o site da Fox News.

Para “quebrar” a criptografia HDCP, o grupo de pesquisadores alemães usou uma placa ATLYS da Diligent, que conseguiu manipular e decodificar a comunicação entre o player de Blu-ray e a HDTV sem ser detectada. “Nossa intenção foi investigar a segurança do sistema HDCP e avaliar financeiramente o custo real para o processo completo”, afirmou o professor de TI e Engenharia Elétrica da Universidade, Tim Güneysu. “O fato de termos atingido nosso objetivo em uma tese e com custos materiais de aproximadamente 200 euros (270 dólares) definitivamente não fala a favor da segurança do atual sistema.”

Fonte: http://revistahometheater.uol.com.br/site/tec_noticias_02.php?id_lista_txt=7590