Localizadores para carros já fazem parte do cotidiano das pessoas. A ideia de fazer o mesmo com pessoas e animais, no entanto, pode soar estranho, mas também já é possível.

Na Cebit, feira de tecnologia encerrada neste sábado (6) na Alemanha, um dos pavilhões foi dedicado especialmente para soluções que utilizam GPS — a maioria delas destinadas ao ramo de transportes. No meio de tantos produtos, não ficaram de fora aqueles destinados ao uso pessoal.

A Laipac, por exemplo, apresentou uma pulseira que parece um relógio, mas possui um chip que é sincronizado via GPS, chamada S-911 Locator. O produto tem como objetivo identificar a localização do usuário. Além de rastrear, ele permite a gravação de uma lista telefônica, o que é particularmente útil no caso de crianças e pessoas idosas, que sofrem de doenças como o Alzheimer.

Existem duas opções de pulseiras: uma que é removível e outra que não pode ser tirada, cortada ou arrebentada. Caso alguém tente cortá-la, o sistema automaticamente envia um alerta sobre a tentativa de violação. Para checar a localização da pessoa, existe um serviço web, com login e senha. O aparelho custa US$ 349.

Já a Inosat, além de rastreadores para adultos e crianças, criou o Pet Locator. O aparelho pode ser preso à coleira do animal e possui um pequeno painel solar que garante uma duração da bateria para aproximadamente 30 dias. Outro recurso para economizar energia em caso de perda do bicho é que o rastreador só é ligado quando o dono conecta seu login na internet para ver onde está do animal. Enquanto isso, o aparelho permanece em stand by.

O Pet Locator possui um chip como o de um celular pré-pago. A cada pedido de localização do animal, é cobrado um valor igual ao do envio de um SMS. Assim, ele deve ser recarregado junto a uma operadora sempre que os créditos acabarem. Para o aparelho em si, não existe cobrança de mensalidade: ele custa 399 euros na Europa.

Jorge Almeida, gerente internacional da Inosat, comenta que o produto é utilizado inclusive para monitorar rebanhos. “Temos um cliente em Moçambique que o usa para localizar gado. Como o uso tem sido mais frequente em animais maiores, optamos por desenvolver um aparelho de tamanho grande. Talvez, para um chiuaua ele não seja muito indicado”, brinca.

Tanto o S-911 como o Pet Locator possuem um sistema chamado de “geocerca”. Isso faz com que, caso a pessoa ou animal ultrapasse uma área pré-determinada, um alerta automático seja enviado para seu responsável.

O S-911 Locator é um rastreador em formato de pulseira, que possui duas versões: uma que pode ser retirada e outra inviolável. Custa US$ 349

Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/especiais/cebit/ultimas-noticias/2010/03/06/perdeu-seu-cachorro-ou-filho-o-gps-acha-para-voce.jhtm