O Papa Bento XVI acendeu nesta quarta-feira (8) diretamente do Vaticano as luzes da maior árvore de Natal artificial do mundo, erguida em Gubbio, a 220 quilômetros ao norte de Roma.

‘Nós homens também precisamos uma luz que ilumine o caminho de nossa vida e nos dê esperança, especialmente neste tempo no qual sentimos de maneira particular o peso das dificuldades, dos problemas, dos sofrimentos e no qual um véu de escuridão parece nos envolver’, disse o papa durante a cerimônia em que a árvore foi acesa.

Bento XVI defendeu que os homens se desprendam das coisas materiais e deixem o egoísmo ‘que muitas vezes fecha o coração e os leva a pensar só em si mesmos’.

‘Qualquer pequeno gesto de bondade é como uma luz desta grande árvore e junto às outras luzes é capaz de iluminar a escuridão da noite, inclusive a mais escura’, acrescentou o papa, que fez votos para que a mente e o coração dos homens ‘olhem para o alto, em direção a Deus’.

Após essas palavras, o pontífice começou a acender a já conhecida árvore de Gubbio, que entrou no ‘Livro Guinness dos Recordes’ em 1991 ao ser considerada a maior do mundo.

Usou tablet

O Papa acendeu a árvore através de um tablet, com o qual ativou pela internet o quadro geral elétrico da árvore instalada a mais de 220 quilômetros do Vaticano.

A árvore de Gubbio domina a monumental cidade da região central de Úmbri e mede 750 metros de altura e 450 de largura. Os cabos utilizados para sua construção medem 7,5 quilômetros e a estrela que a coroa é formada por 250 luzes.

fonte: http://g1.globo.com/natal/2011/noticia/2011/12/bento-xvi-acende-maior-arvore-artificial-de-natal-do-mundo.html