A Oracle pode interromper a distribuição do pacote OpenSolaris. Em uma circular interna, a empresa afirma estar concentrada na versão comercial do Solaris, em uma tentativa de incrementar a receita da companhia com a comercialização de servidores e de outros produtos. O informe foi parar um mailing do OpenSolaris, na sexta-feira, dia 14.

”Todos os esforços da empresa estão concentrados no desenvolvimento do Solaris 11”, informa a circular. “Não iremos mais distribuir qualquer pacote binário, nem um OpenSolaris posterior ao lançado em  maio de 2010”.

Para o ano que vem, a Oracle anunciou o lançamento da versão Solaris 11 e, ainda neste ano, a empresa deve colocar no mercado uma edição para desenvolvedores, chamada de Express, a qual virá acompanhada de um plano de suporte adicional.

A esperança da Oracle consiste em persuadir as empresas que utilizam a versão OpenSolaris a migrar para o Solaris 11 Express, e, posteriormente, para a versão final da nova distribuição.

Desenvolvedores insatisfeitos

No mês passado, o conselho gestor do OpenSolaris ameçou a dissolução do board, caso a Oracle não providenciasse uma interface para discutir o futuro do pacote aberto. Isso porque, os programadores que participaram no desenvolvimento da plataforma foram desencorajados a continuar em seus esforços.

“A notícia é terrível para nós, programadores. Trabalhamos incontáveis horas para desenvolver um pacote, que agora, deve ser lançado como um produto fechado da Oracle e ao qual não teremos mais acesso irrestrito”, escreveu o engenheiro de software Steven Stallion. No blog, o programador afirma ser um dos autores do pacote OpenSolaris. “Não desenvolvemos o software com vistas a atender diretrizes comerciais da empresa. O que está acontecendo é uma subversão do ‘espírito open source’ ”, continua Stallion.

A fim de explicar que estratégia está por trás da decisão, a Oracle afirma que “não pode fazer tudo” e aponta para as limitações de mão de obra e de tempo para dar continuidade a todo o contingente de processos que permeia a agenda da organização.”Temos de atender ao principal objetivo de nossa empresa: fornecer ao mundo o melhor sistema operacional corporativo, o Solaris 11. Somente assim podemos garantir a existência de nossa empresa.”

Propriedade intelectual

Propriedade intelectual e bater a concorrência com o pacote comercial do sistema operacional é outra preocupação da empresa. “Queremos disseminar nossa tecnologia junto com nossos direitos de propriedade intelectual, para acelerar o cumprimento de nossas metas gerais. Para tal, não podemos permitir que concorrentes criem recursos ligados a partir de nossas inovações, antes de nossa organização”, informa a circular.

No informe também consta que “…iremos dar continuidade e incentivar a comunidade de desenvolvedores e de administradores de maneira vibrante”. A Oracle também informa que irá continuar a contribuir para os códigos do Apache e do Perl. O código do Solaris, chancelado pela CDDL (Common Developement and DIstribution License – Licença para distribuição e para desenvolvimento) para open source da Oracle, permanecerá aberto.

Fonte: http://computerworld.uol.com.br/negocios/2010/08/16/oracle-vai-abandonar-o-pacote-opensolaris/