O presidente americano, Barack Obama, viveu neste domingo um momento político importante para uma avaliação positiva do seu governo e ele mostrou mais uma vez que sabe utilizar com eficiência as ferramentas motivacionais. Seguindo o estilo “Yes, we can”, dessa vez, Obama aproveitou a onda do Twitter para fazer campanha pela aprovação da reforma da saúde nos Estados Unidos, que será votada hoje na Câmara dos Representantes.

Em seu último post no Twitter (BarackObama), o presidente americano afirmou “é por isso que estou aqui e por que estou lutando arduamente pela reforma da saúde” antes de divulgar um vídeo motivacional para mobilizar a nação. No vídeo, intitulado “Existem muitos motivos para lutar pela reforma da saúde”, alguns cidadãos americanos aparecem com cartazes como “Estou aqui por…meu bebê”, “Estou aqui…por meu marido”, “Estou aqui por…minha mãe” e “Estou aqui por…você”.

A versão final do projeto da reforma do sistema de saúde, considerada a prioridade da política doméstica de Obama precisa de 216 votos para ser aprovada. Se for transformada em lei, a reforma deverá beneficiar 32 milhões de americanos que atualmente não têm cobertura de saúde.

Desde que assumiu a Presidência, Obama fez da reforma do sistema de saúde sua principal meta no campo doméstico. Na última semana, o presidente adiou uma viagem que faria à Austrália e à Indonésia para poder ajudar nos últimos contatos em busca de apoio de parlamentares e acompanhar a votação de perto.

Segundo analistas, quanto mais engajado Obama estiver na aprovação da reforma, mais altos são os riscos políticos de uma derrota do projeto. A rejeição da reforma no Congresso poderia ter um impacto negativo direto nos índices de aprovação do presidente, dizem analistas.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI4331892-EI8141,00-Obama+faz+campanha+por+reforma+da+saude+no+Twitter.html