A Microsoft anunciou na terça-feira que os Estados Unidos atingiram uma taxa inferior a 1% de uso do Internet Explorer 6, de acordo com dados do Net Applications. O navegador, lançado em 2002, está em contagem regressiva para extinção – o que deve acontecer assim que mais países se juntarem ao ranking dos que têm pouco acesso do browser.

“O IE6 tem sido o principal alvo de piadas de browser já há algum tempo, e estamos tão ansiosos quanto qualquer outra pessoa para vê-lo ir embora”, escreveu Roger Capriotti no blog da equipe do Windows. Um dos principais motivos, alega ele, é que o navegador é antigo e não atende a novos padrões da web – como o HTML5, por exemplo.

A taxa de menos de 1% de usuários indica um “adeus” ao software, pois significa que o número de usuários pode ser considerado inexpressivo, e os desenvolvedores podem deixar de dar suporte à versão. Áustria, Polônia, Suécia, Dinamarca, Finlândia e Noruega já integravam a lista de países abaixo da “linha do adeus”, e junto com EUA chegaram a ela em dezembro Portugal, México, República Tcheca, Ucrânia e Filipinas. De acordo com o site IE6 Countdown (contagem regressiva IE6, em tradução livre), lançado pela Microsoft em março, o Brasil encerrou 2011 com 1,4% de usuários do navegador.

“E nesse início de 2012, chamamos o resto do mundo – faça da sua resolução de Ano-Novo acabar com o IE6 e mudar para um browser moderno como o IE8 ou o IE9”, sugere o post no blog da equipe da Microsoft.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5542636-EI15607,00.html