O programador do Megaupload, o holandês Bram van der Kolk, 29 anos, teve concedida a liberdade provisória e deixou a prisão na Nova Zelândia, onde foi preso junto de Kim Schmitz, popularmente chamado “Kim Dotcom”, que ainda segue preso. Kolk agora aguardará em liberdade os julgamentos relacionados às acusações de lavagem de dinheiro, pirataria virtual e crime organizado feitas pelo FBI em conjunto com autoridades locais.

Já se passou um mês desde que o FBI declarou a prisão aos acionistas do Megaupload, bem como a descontinuidade dos serviços de hospedagem de arquivos do site. A liberdade já havia sido concedida a Kolk e Finn Batato, responsável técnico do site de compartilhamentos. Aguardava-se apenas a validação do juiz sobre a idoneidade dos locais propostos para residência dos dois encarcerados, ambos acionistas do Megaupload.

Kim Schmitz e Mathias Ortmann, os co-fundadores do Megaupload, permanecem detidos. Recentemente, o juiz negou o pedido de liberdade provisória de Schmitz, alegando haver grande risco de que o proprietário do site use a saída da prisão para fugir da Austrália. Orthmann já entrou com pedido similar, mas ainda não houve julgamento do recurso.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/caso-megaupload-programador-e-solto,-mas-fundador-do-site-ainda-segue-preso