O navegador Internet Explorer, da Microsoft, teve menos de 50% de participação no mercado no mês de setembro, registrando a maior baixa de sua história. De acordo com a empresa de análise de mercado StatCounter, o uso global do browser foi de 49,87%, número bastante inferior se comparado quando o programa venceu a batalha contra o Netscape na década de 90, conquistando a maioria do mercado.

A StatCounter ainda afirma que o Firefox, da Mozilla, em segundo lugar, tem 31,5% do mercado de navegadores enquanto o Chrome, do Google, está em terceiro, com 11,54%. Entretanto, o programa triplicou o seu uso desde o mesmo período do ano passado. Segundo relatório do site Softpedia, o Chrome é o navegador de mais rápido crescimento. O restante do mercado é dividido em browsers com menor participação como o Opera e o Safari, da Apple.

Há dois anos, o Internet Explorer tinha dois terços do mercado de browsers e a empresa de análise acredita que nem a nova versão, o IE 9, seja capaz de reverter a situação.

O CEO da StatCounter, Aodhan Cullen, disse em comunicado que este “é um grande momento na guerra dos navegadores”. “Acredito que o acordo que a Microsoft fez com a União Europeia, de permitir que os usuários escolhessem seus navegadores no Windows, contribuiu para esta baixa do Internet Explorer”.

Fonte  http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2010/10/internet-explorer-tem-menos-de-50-da-participacao-de-mercado.html