A II Maratona de Software Livre de Volta Redonda, realizada esta semana, teve como objetivo divulgar as os projetos tecnológicos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Educação (SME), que aplicados nas escolas tem possibilitado um trabalho diferenciado na Rede Municipal de Ensino da cidade.

De acordo com uma das coordenadoras do Programa de Informática, Giany Abreu, o público que compareceu ao evento pode participar de palestras e oficinas com diversos temas como “Gráfica Livre”, “Lousa Interativa”, “Questões Legais”, “Projeto VR Livre”.- A receptividade do público foi grande, tivemos em média de 150 a 200 participantes em cada um dos dois dias de Maratona, que interagiram com as diversas atividades realizadas, como as oito oficinas ocorridas no sábado – destacou Giany.
Durante o evento os alunos da rede municipal de ensino, apresentaram trabalhos feitos a partir do sistema de Software Livre. Um dos destaques foi o programa de rádio web produzido pelos alunos e disponibilizado na internet.

Para coordenadora a realização de mais uma Maratona ajuda a divulgar os recursos tecnológicos que estão sendo desenvolvidos para a área educacional, tanto para os alunos do ensino fundamental ao médio. Segundo ela, este mecanismo é essencial para a democratização do conhecimento relativo à informática.

– A proposta do software livre é que o código fonte, ou seja, a estrutura do programa é aberta, o que possibilita que ele seja distribuído, copiado e aperfeiçoado. Se assemelha a uma receita de bolo em que cada um pode dar o seu toque de acordo com a sua necessidade – disse Giany, que completou: “Todo mundo tem o direito a ter acesso a uma ferramenta que tenha uma linguagem simples, objetiva, rápida e gratuita”.

Fonte: http://www.diariodovale.com.br/noticias/4,27254.html