Empresa quer ganhar a confiança dos consumidores e controlar a queda na venda de smartphones durante a sua briga com o governo dos EUA

Um dia após o CEO e fundador da Huawei, Ren Zhengfei, ter dito que sua empresa perderia até US$ 30 bilhões em receita em 2019, já que as vendas de smartphones despencaram 40% pela sua inclusão na lista negra do governo dos EUA, a empresa resolveu “confiar no seu taco”. Para isso, ela lançou um programa de garantia que promete reembolsar 100% do valor de um smartphone da marca se aplicativos populares como Facebook, Instagram, WhatsApp, YouTube e Gmail deixarem de funcionar dentro de dois anos após a compra.

A Huawei concederá a você um reembolso total se o dispositivo não puder executar aplicativos do Google e o do Facebook “, informou a Huawei Central, embora essa primeira “garantia especial” seja apenas nas Filipinas por enquanto. Contudo, a medida talvez se estenda para outros locais, considerando que intenção da marca é reforçar a confiança do consumidor e diminuir as perdas de receita.

A mídia local informou que os revendedores estão oferecendo a garantia dos dispositivos Huawei adquiridos até agosto. A fabricante confirmou a oferta, dizendo a uma empresa local que “é uma iniciativa de nossos distribuidores com nossos revendedores”.

Com diversos relatos de que “os consumidores estão entrando em varejistas e operadoras exigindo reembolsos de modelos da Huawei que já compraram”, é possível que a iniciativa acima ganhe outros países ao redor do mundo. “Revendedoras e operadoras precisarão compensar a queda de 40% a 60% nas entregas internacionais de smartphones da marca”  afirmou o canal de notícias Bloomberg. Em cima dessa crise de vendas, houve especulações de que a Huawei poderia até mesmo “cancelar o lançamento de último modelo Honor 20. No entanto, esse fato foi negado pelas fontes da empresa relacionado ao assunto.

A Huawei manteve seu segundo lugar nas vendas mundiais de smartphones no primeiro trimestre de 2019, mas agora está perdendo terreno para a Apple, que vem em terceiro, além de ver a sua distância para a líder Samsung aumentar. “Não esperávamos que os EUA nos atacassem com tanta determinação e em tão grande escala”, disse Ren.

No ano passado, a Huawei apresentou uma década de crescimento impecável e quebrou a marca de receita de US$ 100 bilhões pela primeira vez. A Huawei “verá uma nova vida em 2021”, disse Ren, indicando que a empresa voltará a crescer daqui dois anos.

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/huawei-reembolsara-100-no-valor-de-um-celular-se-aplicativos-do-google-e-facebook-nao-funcionarem/87089