Em um comunicado oficial feito à imprensa, a HTC anunciou ontem que está descontente com as ações legais tomadas pela Apple no início do mês, alegando ainda que se defenderá dos ataques dela na justiça. A fabricante taiwanesa foi processada por infringir 20 patentes relacionadas com a interface de usuário, arquitetura e hardware do iPhone, sendo a maior parte delas encontrada em aparelhos com o sistema operacional do Google.
Peter Chou, CEO da HTC, disse que sua empresa respeita a propriedade intelectual de outras companhias e continuará a respeitá-las no futuro, mas ela também apoiará a competitividade para defender suas próprias inovações. Ele cita, como exemplo, a interface de usuário HTC Sense (lançada em 2009,) além de outros méritos que obteve nos últimos 13 anos.
Ainda não sabemos com a HTC planeja se defender contra a Apple, mas este caso promete mais surpresas com referência aos ataques que ela fará para defender as inovações do iPhone. No início da semana, destacamos a opinião de um executivo da Microsoft que não considerou o processo como “algo ruim”, questionando a forma como a propriedade intelectual da Apple sobre o seu smartphone pode ser sustentada perante à justiça nos dias atuais.

Em um comunicado oficial feito à imprensa, a HTC anunciou ontem que está descontente com as ações legais tomadas pela Apple no início do mês, alegando ainda que se defenderá dos ataques dela na justiça. A fabricante taiwanesa foi processada por infringir 20 patentes relacionadas com a interface de usuário, arquitetura e hardware do iPhone, sendo a maior parte delas encontrada em aparelhos com o sistema operacional do Google.
Peter Chou, CEO da HTC, disse que sua empresa respeita a propriedade intelectual de outras companhias e continuará a respeitá-las no futuro, mas ela também apoiará a competitividade para defender suas próprias inovações. Ele cita, como exemplo, a interface de usuário HTC Sense (lançada em 2009,) além de outros méritos que obteve nos últimos 13 anos.
Ainda não sabemos com a HTC planeja se defender contra a Apple, mas este caso promete mais surpresas com referência aos ataques que ela fará para defender as inovações do iPhone. No início da semana, destacamos a opinião de um executivo da Microsoft que não considerou o processo como “algo ruim”, questionando a forma como a propriedade intelectual da Apple sobre o seu smartphone pode ser sustentada perante à justiça nos dias atuais.

Fonte: http://macmagazine.uol.com.br/2010/03/18/htc-nega-infracao-de-patentes-da-apple-e-diz-que-se-defendera-dos-ataques-dela/