A HP anunciou nesta quinta-feira (27) que continuará fabricando PCs. “A HP avaliou objetivamente os impactos de estratégia, financeiros e operacionais de fechar a nossa divisão de computadores pessoais. É claro que manter a divisão dentro da HP é a decisão certa para nossos consumidores”, disse Meg Whitman, executiva-chefe da companhia, em um comunicado.

Em agosto deste ano, a empresa, então comandada por Leo Apotheker, chocou investidores ao anunciar que estava considerando alternativas estratégicas para sua unidade Personal Systems Group (PSG) –que inclui o negócio de PCs. Havia, inclusive, a possibilidade da empresa vender a unidade a outra companhia.

“Preferimos separar a unidade e formar uma companhia diferente e a hipótese de trabalho é que uma divisão estaria no interesse dos acionistas, clientes e funcionários da HP”, afirmou uma porta-voz da empresa, na ocasião. “No entanto, precisamos concluir o processo de avaliação dos ativos e validar essa suposição, o que inclui compreender totalmente a perda de sinergias em separar a PSG da HP”.

A análise estratégica envolveu especialistas de diversos negócios, informa a HP, em comunicado, nesta quinta-feira. “O estudo mostrou que o custo para recriar a infraestrutura da divisão PSG em uma empresa independente superava qualquer benefício da separação.”

“A divisão PSG é component-chave para a estretégia da HP de ter relações duradouras e de alto valor com seus consumidores”, diz a nota. A HP afirma que é a maior fabricantes de PCs no mundo.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/10/hp-volta-atras-e-decide-que-continua-fabricando-pcs.html