O site da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (www.al.rs.gov.br) foi atacado na noite desta quarta-feira e está fora do ar. Pelo Twitter, o grupo hacker LulzSec assumiu o ataque, afirmando que o ato é um protesto à ação contra o músico gaúcho Tonho Crocco, processado por um rap em que critica o aumento no salário de deputados gaúchos.

O músico gaúcho Tonho Crocco é alvo de uma ação do Ministério Público por crime contra a honra, em decorrência da divulgação do rap Gangue da Matriz. Gravada em vídeo divulgado no site do compositor em dezembro de 2010, a música é um protesto contra o aumento de 73% nos salários que os deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul concederam a si mesmos na época.

O grupo é o mesmo que atacou sites do governo brasileiro em junho. Foram alvo os sites da Presidência da República, do governo federal, da Previdência, da Petrobras e da Receita Federal. Eles utilizam o chamado DDoS (sigla em inglês para distributed denial-of-service, ataque distribuído de negação de serviço), que usa robôs (máquinas) em várias partes do mundo para sobrecarregar um sistema. O objetivo dessas ações não é invadir o sistema, mas sim tirar o site do ar.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5278894-EI12884,00.html