Um hacker saudita anunciou ter publicado na internet os dados de 400 mil cartões de crédito de israelenses, mas a empresa responsável informou que apenas 14 mil clientes foram afetados.

Os dados dos cartões bancários foram divulgados na segunda-feira à noite em um portal israelense dedicado aos esportes. “Olá, sou 0xOmar do grupo-xp, o maior grupo de hackers wahabitas (corrente que interpreta o islã de maneira rigorosa) da Arábia Saudita”, afirma o pirata em seu comunicado. “Somos hackers sauditas anônimos. Decidimos publicar a primeira parte de nossos dados relativos a Israel”, completou.

O comunicado apresenta os links para os sites que contêm os dados dos cartões israelenses e dos cartões utilizados para compras em sites do “judaísmo” utilizados para fazer doações a “rabinos sionistas israelenses”.

Israel David, presidente do grupo Israel Credit Cards-Cal Ltd., confirmou o ataque virtual, mas afirmou que, após uma verificação, ficou constatado que apenas 14 mil cartões de crédito eram válidos. “Estes cartões foram retirados do sistema”, disse.

O presidente da Isracard, Dov Kotler, afirmou que a segurança das empresas de cartões de crédito ou dos bancos não foi afetada. Para ele, esta foi uma violação pequena, já que sete milhões de cartões estão em circulação em Israel.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5541193-EI12884,00.html