A Google e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos trabalham em um acordo para amenizar as preocupações de truste que envolvem a aquisição da empresa de software de viagem ITA Software, informou no sábado (29/1) o Wall Street Journal.

Uma das propostas analisadas implica na concordância, por parte da Google, de “um licenciamento compulsório  que a impeça de sonegar dados de voos a seus concorrentes”. Mas, de acordo com a publicação, os detalhes desse acordo seriam bastante complexos por causa da dinâmica do setor.

Entre estas concorrentes está a Microsoft e sites de viagem como Expedia, Kayak.com, Sabre Holdings e Farelogix. Todas são contra o negócio, argumentando que ele ofereceria uma vantagem para a gigante de buscas dentro da indústria de viagens on-line.

Por outro lado, a Google já se comprometeu a continuar oferecendo dados da ITA aos seus concorrentes, mas o governo  federal americano espera formalizar um acordo sobre a questão.

Contestação
Em julho do ano passado, a Google anunciou sua intenção de adquirir a ITA, em um négocio de 700 milhões de dólares.

Na época, a companhia afirmou estar interessada na tecnologia da ITA, porque ela poderia melhorar a habilidade de sua ferramenta de buscas para fornecer resultados sobre voos e outras informações de viagens. Segundo a ela, muitas das pesquisas feitas em seu motor de busca são relacionadas a viagens.

Mas em outubro do ano passado, as empresas Expedia, Kayak, Sabre e Fairlogix contestaram a aquisição, afirmando que isso prejudicaria a concorrência e aumentaria os preços. Eles afirmaram que a compra daria uma vantagem injusta a Google.

Segundo o porta-voz da gigante de buscas, Adam Kovacevich, a empresa continua a cooperar com o governo no processo de revisão da compra. “Nós estamos confiantes de que essa aquisição aumentará a competição”, disse ele.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/mercado/2011/01/31/google-trabalha-com-governo-dos-eua-para-liberar-compra-da-ita-software/