O Google enviou em comunicado, nesta terça-feira (12), sobre a processo judicial movido pela apresentadora Xuxa Meneghel contra a empresa. De acordo com informações da revista “Veja”, ela exige que pesquisas com os termos “Xuxa” e “pedófila” realizadas no serviço de buscas sejam filtradas. Em um primeiro momento, a Justiça favoreceu Xuxa.

Em seu comunicado, o Google informa que ” tudo indica que se trata de uma decisão liminar – preliminar e provisória -, obtida por meio de ação movida por Xuxa contra a empresa e não de um processo já julgado”. A gigante das buscas também alega que não foi citada e que não pode se pronunciar a respeito.

De acordo com informações da “Veja”, a multa para cada busca que encontre relação entre as palavras citadas pela apresentadora é de R$ 20 mil. Outros R$ 20 mil devem ser pagos para os casos de fotos e vídeos da apresentadora nua, caso o Google não filtre os resultados.

Em sua nota, o Google alega que “é importante compreender que mecanismos de busca, como o desenvolvido pelo Google, são um reflexo do conteúdo e das informações que estão disponíveis na Internet”.

A empresa também diz que tais ferramentas de busca não têm capacidade de remover conteúdo diretamente de qualquer página na internet. “O conteúdo de cada site é de responsabilidade e autoria total e completa de seu dono ou webmaster.”

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/813524-google-responde-a-processo-judicial-movido-por-xuxa.shtml