Quem já tiver explorado todos os recantos do planeta Terra através do Google Earth tem agora a possibilidade de “viajar” dentro do seu próprio corpo. A empresa Google lançou esta semana a aplicação Google Body Browser, que substitui os roteiros dos países e das cidades pelo mapa da anatomia humana. Os oceanos, as montanhas, os vulcões e os prados dão assim lugar a paisagens bastante diferentes, como os órgãos, os nervos, o sangue e até o próprio esqueleto.

Além da mera curiosidade do cibernauta comum, esta nova ferramenta interactiva tem também um objectivo educacional junto dos estudantes de Biologia ou Medicina.

“O Body Browser é um modelo do corpo humano em 3D. O utilizador pode ir despindo as diferentes camadas anatómicas, aplicar zoom e navegar nas zonas que queira”, disse um dos representantes da empresa no lançamento do produto. Desenvolvido pelo Google Labs – área da empresa dedicada à criação de aplicativos e programas experimentais -, este programa encontra-se ainda em fase de testes pelo que a navegação é ainda limitada.

Ao aceder à aplicação, os cibernautas deparam-se com o corpo de uma mulher vestida com roupa desportiva. Do lado esquerdo encontram-se botões que controlam a rotação e o zoom, embora também seja possível fazê-lo através do rato. Para saber em que zona do corpo o utilizador se encontra basta clicar em labels – que traduzido significa etiquetas – e automaticamente aparecerá um texto explicativo.

Além de o utilizador conseguir explorar o corpo humano através das suas diferentes camadas, o Google dispõe de um sistema de busca personalizada. Assim, basta colocar o nome do músculo, osso, artéria ou órgão pretendido e a viagem começa.

A elevada tecnologia desta aplicação dificulta o seu acesso aos cibernautas. A aplicação Body Browser apenas consegue trabalhar em softwares que suportem o padrão WebGI. Por enquanto, os únicos navegadores aptos à tarefa de rodar esta aplicação são os últimos betas do Google Chrome e do Mozilla Firefox.

Além de outras inovações previstas para este Google Earth do corpo humano, está também anunciado o lançamento de um avatar masculino, uma vez que as anatomias dos dois sexos diferem em vários aspectos.

Fonte: http://dn.sapo.pt/inicio/tv/interior.aspx?content_id=1738599&seccao=Media