O Google está investindo em um projeto que promete transformar o gás metano de fezes de porcos em energia elétrica para casas e escritórios.

O protótipo da tecnologia, criada pela Universidade de Duke, na Carolina do Norte, e pela empresa Duke Energy, custa US$ 1,2 milhão e utiliza uma fábrica para coletar o gás metano das fezes de porcos criados no Estado norte-americano e, ao queimá-lo, gera energia para 35 casas durante um ano. Os testes da tecnologia estão sendo realizados em uma fazenda que possui 9 mil porcos.

Espaços abertos reservados para receber fezes de porcos são grandes fontes de gás metano, que é cerca de 21 vezes mais forte que o gás carbônico. A universidade afirma que o sistema evita que 5 mil toneladas de gás entrem na atmosfera terrestre, o equivalente a retirar 900 carros das ruas.

Em comunicado, a universidade afirma que o Google está bancando parte das despesas em troca de créditos de carbono do projeto. A companhia está investindo em projetos para reduzir a emissão de carbono em suas operações.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/09/google-investe-em-projeto-para-transformar-gas-de-fezes-em-energia.html