Em mais um movimento para defender o Android de acusações de quebra de patentes, o Google comprou 1.023 registros da IBM. A transação foi registrada em agosto junto ao Escritório de Patentes dos Estados Unidos, mas o valor do negócio não foi revelado, segundo o El País. Com a compra da Motorola Mobility, anunciada em agosto pelo valor de US$ 12,5 bilhões, o gigante de buscas passa a ser dono de mais 17 mil patentes.

Os registros adquiridos seriam usados defender o sistema operacional móvel go Google, atacado, principalmente, pela rival Apple. As ações vêm sendo movidas contra fabricantes de aparelhos móveis que usam o OS do Google. No início deste mês, por exemplo, nove das patentes da empresa dirigida por Larry Page foram passadas à HTC. A taiwanesa é acusada de copiar a interface gráfica do iPhone em alguns de seus dispositivos.

Mas a compra de patentes para a defesa nos tribunais não foi uma tática exclusiva do Google. No início do ano, Apple, Research in Motion, Microsoft e Sony se uniram para comprar direitos de uso da Nortel por US$ 4,5 milhões. O pacote incluía seis mil patentes, de sistemas de comunicação sem fio a soluções ópticas e de comunicação oral, além de semicondutores. O interesse especial era em tecnologias de 4G para dispositivos móveis e no padrão LTE.

Apple, Microsoft, Sony, EMC e Oracle se uniram também em 2010, na época para adquirir as patentes da Novell. O Google considerou o consórcio como um campanha hostil contra o Android. A Microsoft respondeu à observação convidando o gigante de buscas para integrar o grupo, e a empresa de Larry Page informou que se o fizesse não teria como defender seu sistema operacional de ataques legais de nenhum dos outros sócios das patentes adquiridas.

Os problemas judiciais envolvendo o Android têm levado algumas fabricantes a buscar alternativas ao OS do Google. A Samsung estaria interessada em melhorar seu sistema próprio, o Bada, e há rumores de que a sul-coreana estaria pensando em comprar o webOS, que agora é da HP. O sistema, antes da Palm, também estaria na mira da HTC, e pelo mesmo motivo.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5352086-EI15608,00.html