A Fundação Mozilla está desenvolvendo um recurso que criptografa todas as pesquisas feitas no Google a partir do Firefox, informou nesta quarta-feira (21/03).

“Estamos testando a função, que faz com que todas as buscas feitas pelo Firefox sejam protegidas pelo protocolo SSL”, afirmou Johnathan Nightingale, diretor de engenharia para o navegador. “A colocamos na versão Nightly e, se tudo der certo, ela será incorporada também à Aurora e ao beta, antes de chegar ao modelo final.”

A Mozilla não divulgou uma estimativa para a chegada do recurso a todos os internautas.  Uma vez que os testes no Aurora e no beta sejam concluídos, ele será transferido logo em seguida para a versão estável. Em geral, o tempo de desenvolvimento para cada modelo demora seis semanas, informa a fundação.

Desde fevereiro há a discussão sobre a adoção do SSL para as buscas no Firefox. Na época, a Google disse não que não estava preparada para receber todos os usuários do navegador – que tem em torno de 25% do mercado – em seu serviço criptografado.

Há algumas semanas Adam Langley, engenheiro de segurança da gigante, comentou no portal Bugzilla que a opção mais segura da pesquisa ainda não era tão completa e rápida quanto a tradicional. “Ainda assim, seria interessante se o Firefox a oferecesse como uma alternativa aos seus usuários.”

Assim, o browser da Mozilla será provavelmente o primeiro a adotar a busca criptografada como padrão. Mesmo o Chrome, que pertence à companhia de Mountain View, não adotou tal procedimento.

A pesquisa com SSL foi adicionada à versão Nightly no último domingo (18/03), aparentemente com a autorização da gigante. “Estamos continuamente aprimorando nossos serviços e trabalhamos para tornar o SSL disponível para todos eles”, afirmou seu porta-voz, Mark Jansen.