O banco de dados Oracle 11g possui brechas de segurança que podem ser exploradas para permitir o acesso pleno de um usuário comum ao sistema, alertou o pesquisador de segurança David Litchfield, da NGS Consulting. O especialista afirma ter sido o responsável por quebrar o sistema do console de jogos XBox, da Microsoft, entre outros produtos.

Durante a conferência de segurançaBlack Hat, nos Estados Unidos, Litchfield também demonstrou como driblar o Selo de Segurança Oracle (Oracle Label Security) usado para restringir os controles de acesso a informações dependendo do nível de segurança de quem é autorizado a acessar o banco de dados.

O veterano de segurança disse que sentiu-se desafiado ao ouvir o presidente e Chief Executive Officer (CEO) da Oracle, Larry Ellison, dizer que seu banco de dados era “inquebrável”.

O mais recente relatório de Litchfield mostra que devido à forma como o componente Java foi implementado no Release 2 do Oracle 11g, há uma concessão padronizada muito aberta. Em uma demonstração do Oracle 11g Enterprise Edition, o especialista mostrou como executar comandos que permitem a um usuário com nível básico de acesso conseguir modificar seus próprios privilégios para ganhar “total controle do banco de dados”.

Até que a Oracle distribua uma correção para as falhas – e Litchfield espera que o movimento seja breve – a recomendação é que os administradores Oracle 11g revoguem o acesso à execução pública de certas funções baseadas em Java.

http://computerworld.uol.com.br/seguranca/2010/02/03/falha-em-oracle-11g-libera-privilegios-a-banco-de-dados/