Na sexta-feira (13/8), um executivo da Apple foi preso nos Estados Unidos, acusado de vender segredos de sua empresa a seis empresas asiáticas. Segundo o jornal San Jose Mercury News, Paul Shin Devine, gerente responsável por contratos de fabricação na Ásia, é acusado de ter recebido 1 milhão de dólares das companhias.

As empresas em questão produzem acessórios para iPhone e iPod e utilizam as informações confidenciais para obter contratos com a Apple em condições mais favoráveis.

De acordo com o Wall Street Journal Devine forneceu informações confidenciais para empresas como Cresyn, da Coréia do Sul; Kaedar Electronics, da China; e Jin Li Mould Manufacturing, de Cingapura.

Fonte: http://macworldbrasil.uol.com.br/noticias/2010/08/16/executivo-da-apple-e-preso-por-201cespionagem201d/