Os criadores do vírus Flashback, que infectou pelo menos 650 mil computadores com Mac OS X, podem ter arrecadado mais de US$ 10 mil por dia, segundo pesquisa da Symantec. O malware atacou computadores Apple por meio de falhas no plug-in do Java, que é usado em páginas web.

Análise feita pela empresa de segurança mostrou que o vírus foi desenvolvido para “sequestrar” buscas realizadas no Google ao instalar um software que obrigava o usuário a clicar em anúncios. Nas máquinas infectadas, o malware procurava por palavras-chave específicas. Quando esses termos eram identificados, o vírus redirecionava os usuários para sites que pagavam aos desenvolvedores do malware.

Por engenharia reversa do software, a Symantec descobriu que o vírus se escondia nas máquinas infectadas para esperar até que o usuário fizesse uma busca no Google por determinadas palavras, como “brinquedos”. De acordo com a “BBC”, se o usuário clicasse em um anúncio relacionado à pesquisa, ele seria redirecionado para outras páginas com anúncios e links.

Os engenheiros da Symantec descobriram que os desenvolvedores do Flashback ganhavam cerca de US$ 0,8 cada vez que um usuário era redirecionado. “Considerando que o vírus Flashback atingiu milhares de pessoas, esse número pode chegar a US$ 10 mil por dia”, escreveram os pesquisadores da Symantec.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/05/criadores-de-virus-para-mac-podem-ter-arrecadado-us-10-mil-por-dia.html