O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, postou na tarde desta quarta-feira (18) em sua página da rede social uma mensagem em que condena os projetos de lei antipirataria conhecidos pelas siglas SOPA e PIPA, que tramitam no Congresso americano. Diversos sites protestam nesta quarta contra essas propostas. Alguns, como a enciclopédia colaborativa Wikipédia, estão fora do ar durante todo o dia.

Entenda os projetos de lei

O Stop Online Piracy Act (SOPA) é um projeto de lei com regras mais rígidas contra a pirataria digital nos EUA. Ele prevê o bloqueio no país, por meio de sites de busca, por exemplo, a determinado site acusado de infringir direitos autorais. O foco está principalmente em sites estrangeiros, contra os quais as empresas americanas pouco podem agir. No Senado, circula o Protect IP Act (PIPA, ato para proteção do IP), outro projeto sobre direitos autorais que mira a internet.

Ambos são apoiados por empresas de entretenimento, constantes alvos de pirataria, mas são questionados por companhias de internet, como Google, Facebook, Amazon e Twitter, que interpretam as medidas como um tipo de censura aos sites e à liberdade de expressão. O SOPA ainda está sendo avaliado por comissão na Câmara; a PIPA deve ir à votação no Senado ainda neste mês.

Mensagem de Zuckerberg

“A internet é a ferramenta mais poderosa que temos para criar um mundo mais aberto e conectado”, escreveu. Zuckerberg prossegue dizendo que o Facebook se opõe ao Sopa e ao Pipa, chamando-os de “leis pouco pensadas”.

O executivo então coloca que “O mundo hoje precisa de líderes políticos que sejam pró-internet”, afirmando que o Facebook tem trabalhado com “muitas dessas pessoas” por meses pensando em propostas alternativas aos projetos de lei.

Postada às 16h, a mensagem já havia sido “curtida” por mais de 100 mil pessoas até as 16h28.

Mensagem do criador do Facebook, Mark Zuckerberg, criticando projetos de lei antipirataria em seu perfil (Foto: Reprodução) 

Confira a tradução da mensagem de Zuckerberg:“A internet é a ferramenta mais poderosa que temos para criar um mundo mais aberto e conectado. Não podemos deixar que as leis pouoco pensadas fiquem no caminho do desenvolvimento da internet. Facebook se opõe à Sopa e à Pipa e continuaremos a nos opora todas as leis que irão prejudicar a internet.

O mundo hoje precisa de líderes políticos que são pró-internet. Temos trabalhado com muitas dessas pessoas por meses procurando alternativas melhores a estas propostas atuais. Encorajo vocês a aprender mais sobre essas questões e informar os seus congressistas que vocês querem que eles sejam pró-internet.”

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/01/criador-do-facebook-condena-projetos-de-lei-antipirataria-nos-eua.html