O contrato assinado por Steve Jobs, Ronald Wayne e Stephen Wozniak em 1º de abril 1976 para fundar a Apple será leiloado no dia 13 de dezembro em Nova York, anunciou nesta segunda-feira (28) a casa Sotheby’s, que avaliou o documento entre US$ 100 mil e US$ 150 mil.

A venda do documento faz parte de um leilão de livros raros e manuscritos organizado pela casa em sua sede, em Manhattan. “Este é o primeiro capítulo da história de uma das companhias mais importantes dos Estados Unidos”, afirmou a Sotheby’s. No contrato, que tem duas páginas e meia, fica estipulado que Jobs e Wozniak teriam cada um 45% das ações da empresa, e Wayne, o redator do documento, ficaria com 10%.

Segundo a casa de leilões, Steve Jobs, que morreu em outubro aos 56 anos, chamou Wayne para abrir a Apple para que ele convencesse Wozniak a participar do projeto, em vez de continuarem trabalhando para outras pessoas. “A persuasão de Wayne foi tão efetiva que ambos ofereceram a ele 10% das ações da Apple Computers”, explicou a Sotheby’s.

Apesar disso, apenas onze dias após formalizar a fundação da empresa, Wayne abandonou a companhia por temer os riscos da empreitada. O documento assinado por ele, no qual se desfez de sua parte na companhia por US$ 800, também será leiloada em Manhattan.

Segundo cálculos da Sotheby’s, se Wayne não tivesse saído da Apple, sua participação na companhia valeria hoje mais de US$ 2 bilhões. “De um modelo inicial de computador que vinha sem tela, teclado e bateria, a Apple virou um gigante mundial, que transformou a tecnologia e a comunicação em arte”, finaliza o comunicado da casa de leilões

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/11/contrato-que-criou-apple-sera-leiloado-nos-eua.html