O Congresso Internacional de Tecnologia da Educação vai discutir como a tecnologia pode ajudar na educação. O encontro tem início nesta quarta-feira (8) no Centro de Convenções, em Olinda, e vai até a sexta-feira.

A tecnologia avança e exige do professor modernização no aprendizado. Muita gente acha que é apenas utilização do computador, mas não é bem assim.

O coordenador do congresso, Arnaldo Mendonça (foto), explica que as tecnologias são apenas uma ferramenta para a aprendizagem, mas a tecnologia educacional é qualquer método que desenvolva a aprendizagem: “é preciso romper esse paradigma de que tecnologia na educação é um computador plugado em sala de aula. A gente entende como tecnologia educacional qualquer método que desenvolva e promova a aprendizagem. Certa vez vi uma aula de matemática na praia de Boa Viagem onde um professor utilizava uma vassoura, uma trena e a luz do sol para realizar a medição de altura de um poste. As tecnologias da informação são fundamentais enquanto ferramentas de auxílio para o professor na sala de aula ou na educação a distância”.

“O fundamento maior da criação desse congresso, que já tem 15 anos, é promover aos educadores que vem de cidades distantes do interior de Pernambuco e do Brasil inteiro uma capacitação com pessoas renomadas no Brasil e no mundo na educação. Há uma semana as inscrições encerraram e já temos mais de 3,3 mil educadores inscritos. Essa é uma grande oportunidade para o professor refletir. O que a gente espera é que cada um desses educadores saia daqui com uma reflexão a mais, troquem experiências com seus colegas educadores”.

Arnaldo Mendonça conta ainda que o diferencial na educação está no talento e na dedicação do professor: “temos escolas do interior de Pernambuco que não têm nada de tecnologia, mas têm boa vontade de professores e ganharam muitos prêmios por isso”.

Fonte: http://pe360graus.globo.com/educacao/educacao-e-carreiras/seminario/2010/09/08/NWS,520151,35,359,EDUCACAO,885-CONGRESSO-DISCUTE-TECNOLOGIA-AJUDAR-EDUCACAO.aspx