Os pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT) construíram um chip de computador que simula a maneira com a qual os neurônios se adaptam ao receber novas informações. Com mais de 400 transistores, o chip simula a atividade de uma sinapse –a conexão entre dois neurônios que permite o transporte da informação.

Segundo o site do MIT, os canais que permitem o fluxo de informação entre neurônios dependem de canais de íons, que controlam o transporte de átomos com cargas. É a diferença de cargas que gera uma descarga elétrica e a sinapse.

Os pesquisadores da instituição construíram o chip de modo que os transistores simulassem os diferentes canais de íons. “Se você quer realmente simular o cérebro, você precisa capturar os processos que acontecem dentro das células e são baseados nos canais de íons”, afirma Chi-Sang Poon, um dos responsáveis pelo estudo.

De acordo com o site do MIT, o fenômeno simulado está por trás de funções cerebrais como o aprendizado e a memória. Além de Poon, a pesquisa foi descrita em um artigo pelos pesquisadores Mark Bear e Harel Shouval.

A ideia é que o chip ajude neurocientistas a aprender mais sobre o funcionamento do cérebro. Entre os benefícios que podem ser obtidos com a pesquisa está a criação de computadores mais rápidos e mais capacidade para os sistemas de computadores

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/11/cientistas-criam-chip-que-simula-fluxo-de-dados-entre-neuronios.html