A Technicolor, empresa francesa, anunciou o lançamento de mais um software voltado para o controle de qualidade da distribuição de mídia visual. O Technicolor Certifi3D é capaz de analisar filmes em 3D a procura de objetos que possam parecer muito perto ou muito distantes e dessa forma causarem dores de cabeça aos espectadores.

O certificado, que deve ser oficialmente apresentado em breve na cidade de Londres, tem como objetivo evitar a fadiga e o desconforto provocado por filmes mal produzidos. Segundo os desenvolvedores, “o objetivo ao lançar o programa Certifi3D é garantir uma experiência 3D consistente e qualitativa ao consumidor final”.

Um 3D diferente
Por outro lado, uma tecnologia 3D desenvolvida por Rob Black, um cientista britânico, promete reduzir os danos sofridos pelo olho. A ideia é retomar o projeto de um pesquisador polonês e produzir o efeito 3D a partir de imagens planas usando um arranjo de lentes e espelhos.

Ao contrário da tecnologia tradicional, o sistema de Rob Black, chamado de “The I”, faz com que duas imagens sejam vistas da mesma perspectiva, mas uma funcionando como uma janela para a outra. Segundo ele, “neste momento o 3D é impressionante, mas com isso nós podemos chegar significativamente mais perto da simulação de realidade”.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI4834133-EI12882,00-Cientistas+buscam+solucoes+para+malestar+causado+pelo+D.html