Uma nova vulnerabilidade, que está sendo chamada de “zero-day, encontrada no Adobe Flash Player, tem sido explorada para atacar os PCs visando comprometer a atuação das soluções antivírus, segundo nota à imprensa divulgada pela Avira, na Alemanha. Segundo a empresa, a correção do problema já foi anunciada pela Adobe para o final de setembro. Até lá, os usuários necessitam ter suas soluções de segurança atualizada para evitar riscos.

Segundo a nota da Avira,a Adobe confirmou que a recém-descoberta já sendo abusivamente explorada pelos cybercriminosos e, como ainda não existe uma atualização disponível, os usuários podem ter seus equipamentos infectados apenas por navegar na Internet . Objetos maliciosos Flash podem ser incorporados pelos cyber criminosos em quase todos os sites para, por exemplo, manipular banners de publicidade e outras imagens.

Segundo a Avira, que possui suas soluções distribuídas no Brasil pela Nodes Tecnologia, informa que todas as versões de seus produtos possuem a proteção necessária para esta nova vulnerabilidade identificada no Adobe Player. O recém descoberto “exploit” foi detectado pelas rotinas heurísticas das soluções Avira como sendo HEUR/HTML.Malware, que recebeu o mecanismo de detecção chamado EXP/Flash.CY.

“O exploit do Flash tem como finalidade assumir o controle do PC infectado, mas os usuários das soluções Avira estarão seguros para continuar navegando na Internet sem quaisquer problemas”, afirma Eduard Lopes Freire, diretor da Nodes Tecnologia.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=23736&sid=18