As  operadoras de  telefonia móvel do País se preparam para a chegada da quarta geração de celular (4G).  A tecnologia, uma das principais atrações da Futurecom 2010 – o maior evento de telecomunicações  da América Latina, que acontece em São Paulo   – estará disponível no Brasil antes da Copa de 2014. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) planeja leiloar as licenças de 4G  provavelmente  já em 2012.

“Estamos  prevendo fazer o leilão antes da Copa. A liberação das licenças é  um longo processo que exige elaboração bem definida de edital, avaliação do Tribunal de Contas e muitos outros aspectos”, disse o vice-presidente da Anatel, Antônio Bedran.

O 4G usa uma tecnologia chamada Long Term Evolution (LTE), e precisa de uma faixa do espectro de radiofrequências diferente daquela usada pelo 3G. A conexão pode ser cinco vezes mais rápida que a oferecida pelas redes 3G em funcionamento no Brasil. A velocidade máxima chega a 100 megabits por segundo (Mbps).

Com 17 clientes em todo o mundo que utilizam a LTE, a Nokia  é uma das  empresas que já possuem o  moldem 4G para serem comercializados no Brasil. Os moldens são capazes de fazer downloads de 1GB em menos dois minutos.  Segundo o gerente de marketing da empresa na América Latina, Ricardo Silva, já estão sendo feitas negociações com algumas operadoras  brasileiras.

“O 4G é duas vezes mais eficiente no espectro que o 3G, é sete vezes mais rápido em tempo de resposta e dez vezes mais rápido na velocidade”, explica. O custo do aparelho nos países em que já são vendidos é entre 30 e 40% maior que o 3G.

O presidente da Vivo, Roberto Lima, se absteve em  falar a respeito dos investimentos  de implantação da tecnologia 4G . “Vamos adequar o nosso cronograma  ao da Anatel. Provavelmente, a tecnologia que usaremos é a LTE ”, afirmou o executivo.

Fonte: http://www.atarde.com.br/economia/noticia.jsf?id=5642080