O Brasil é responsável por 81% dos acessos ao Twitcam, site que permite aos usuários do Twitter transmitir imagens ao vivo a partir de uma webcam.

O dado, obtido com exclusividade pela Folha, é da empresa americana Livestream, que mantém o site.

Lançado há pouco mais de um ano, em julho de 2009, o Twitcam recebeu no mês passado 4,5 milhões de visitantes únicos e foi palco de duas polêmicas recentes no Brasil.

No início do mês, seis jogadores do Santos bateram boca com torcedores no Twitcam. O episódio fez com que o clube criasse regras para disciplinar o uso da internet por seus jogadores.

No outro caso, mais grave, um garoto de 16 anos e uma menina de 14 se masturbaram ao vivo diante de mais de 26 mil espectadores no fim de julho. A Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos de Porto Alegre está investigando usuários que baixaram o vídeo.

Max Haot, executivo-chefe da Livestream, falou à Folha sobre a criação do site e sobre o sucesso no Brasil. Leia trechos da entrevista através do link: http://www1.folha.uol.com.br/tec/784559-brasil-e-responsavel-por-81-dos-acessos-ao-twitcam.shtml