O fundador da Microsoft, Bill Gates, rebateu com calma algumas críticas do falecido cofundador da Apple, Steve Jobs, em uma entrevista ao canal ABC, na qual afirmou que a rivalidade profissional foi algo positivo. Gates, que competiu durante muitos anos com o ex-CEO da marca da Maçã, foi questionado sobre uma biografia autorizada de Jobs, escrita por Walter Isaacson, que retrata Gates como alguém pouco inspirado.

“Jobs basicamente disse que você não tinha imaginação, nunca havia inventado nada e roubou descaradamente ideias de outras pessoas. Isto é algo bastante duro. Qual sua resposta a isto?”, perguntou um jornalista a Gates. “Bem, Steve e eu trabalhamos juntos, você sabe… na criação do Mac. Havia mais pessoas nisso, que tornaram o software chave para isso”, explicou o criador da Microsoft. “Assim ao longo dos 30 anos que trabalhamos juntos, ele disse um monte de coisas muito bonitas sobre mim e disse muitas coisas duras”, continuou.

“Ele enfrentou várias vezes, na Apple, o fato de que seus produtos tinham preços tão altos que literalmente não podiam permanecer no mercado. Então o fato de que nós tivéssemos êxito com produtos – de grande volume, oferecendo uma gama de preços devido à forma como trabalhamos com várias empresas -, era difícil”, opinou Gates. “Em diversos momentos, ele Jobs se sentia acossado, sentia que era bom e que os outros eram os maus. Muito compreensível”, acrescentou.

“Eu respeito Steve, trabalhamos juntos, nos estimulamos mutuamente, inclusive como competidores. Nada disto me irrita em absoluto”, concluiu Gates. Jobs morreu no início de outubro aos 56 anos após uma longa batalha contra o câncer de pâncreas

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/stevejobs/noticias/0,,OI5445464-EI18952,00.html